quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Sentinelas do lar!!!

Vemos em Gênesis que a mulher é socorro de Deus, e socorrer é: ajudar, auxiliar, defender, acudir logo. Vemos também que a mulher é auxilio: ajuda que se presta aquele cujo esforço é insuficiente.
Mas hoje quero falar de outra característica do papel da mulher:
CUIDADOSA DA CASA!!!
O QUE????? EU? CUIDADOSA DE CASA?!

Em Tito 2,3-5:
Assim também as mulheres de mais idade mostrem no seu exterior uma compostura santa, não sejam maldizentes nem intemperantes, mas mestras de bons conselhos. Que saibam ensinar as jovens a amarem seus maridos, a quererem bem seus filhos, a serem prudentes, castas, cuidadosas da casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a palavra de Deus não seja desacreditada.
E o que quer dizer ser CUIDADOSA? Vamos ao significado da palavra:
Aquela que tem cuidado para evitar maus resultados, cautelosa,  que previne, prepara, avisa, informa, e adverte.

Aí um dia estive pensando naquele chamado do Papa João Paulo II em julho de 2001, na época estava eu com 17 anos maravilhada com a audácia daquele maravilhoso Papa (meu Papa):
“Quando a luz vai diminuindo ou desaparece totalmente, deixa-se de poder distinguir a realidade circundante. No coração da noite, pode-se sentir medo e insegurança, aguardando-se então com impaciência a chegada da luz da aurora. Amados jovens, é o vosso turno de ser as sentinelas da manhã (cf. Is 21,11-12) que anunciam a chegada do sol que é Cristo ressuscitado!” 


Jamais passa pela minha cabeça que perco meu turno de sentinela quando deixo na idade a juventude, portanto, eternamente sentinela serei.
Mas então me deparo com minha atual vida e vocação, aquele plano inicial de desbravar o mundo sentinelando por aí não faz mais sentido. Então.......... estudando leio esse versículo de Tito, que diz que sou cuidadosa da casa e me lembro da missão de um sentinela, que é guardar, CUIDAR e vigiar.
O Espírito Santo fala comigo: SENTINELA DO LAR! É SEU TURNO! É SUA HORA DE ANUNCIAR A CHEGADA DO SOL, NO TEU LAR E COM O TESTEMUNHO DELE.

É essa nossa missão! Nosso papel! Nosso chamado!

Você, vocacionada ao matrimônio, é chamada a ser vigia do seu lar, é seu dever guardar, cuidar da sua casa, sua família!

Cuidar para que o ladrão (aquele que rouba, mata e destrói) não entre no seu turno.
Vigiar durante a noite em meio ao medo, insegurança, aguardando com paciência a chegada do sol (que é Jesus).
Informar e anunciar a chegada do sol!

Semana que vem continuaremos nesse assunto, falando sobre a missão de sentinela da mãe solteira.

Se levante, tome seu posto, chegou seu turno!
VOCÊ É UMA PRINCESA SENTINELA DO LAR!!!!!!!!!!!



Nosso último vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=0cD-pthF-Vc

Paz e bem...


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Submissa, eu???

O feminismo nos trouxe a ideia que o cristianismo coloca a mulher numa posição inferior, e usam textos bíblicos (tirados do contexto) para comprovar isso.
Eu como cresci sob essa influência não aceitava nem pensar em me submeter a um homem no matrimônio, e pensava que a Bíblia estava errada.
Toda vez que lia esses versículos (Efésios 5,22-24) eu negava:
As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador.Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos.
E a submissão da mulher ao marido consta em várias outras passagens:  Col 3,18 / Tito 2,5 / I Pe 3,1 / I Pe 3,5 / ICor 14,34
Até que um dia eu criei coragem e fui estudar a verdade da submissão!

Primeiro é preciso entender o que significa a submissão bíblica: sub-missão, estar sob a missão. E qual a missão principal do marido???
Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela (Ef 5,25)Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. (Ef 5,28)
A submissão não tem nada a ver com escravidão ou opressão.
Hoje consigo sentir a submissão como uma proteção. Mas como assim?  

São Paulo em Efésios compara a submissão da esposa como a da Igreja a Cristo, basta pensarmos no que é Jesus para a Igreja: líder, chefe, amoroso, servo, amigo, fiel.
Não há dificuldade em se submeter a Cristo, pois estar debaixo dessa missão é para nós Igreja sentido de vida e proteção.
Assim deve ser nossa submissão ao marido.

Percebi então que minha missão de me submeter é muito menor e mais fácil do que a do meu esposo, que tem a MISSÃO de me amar como Cristo amou a Igreja.

Quando entendi isso percebi o quanto sou cuidada e protegida por causa dessa instrução.

Mas entenda bem: o marido não é o patrão da esposa e sim o cabeça! Santo Agostinho chama de: a ordem do amor.
Eu amo meu marido, porque o amo, respeito e ele a mim. Então por causa do reconhecimento desse amor assumimos a ordem que o Senhor nos deixa que é: marido = cabeça, mulher = coração. Somos iguais em dignidade, porém diferentes em nossos papéis na família.

Como funciona tudo isso na prática? O marido manda em tudo? Qual a minha posição nas decisões do lar?

Na prática as decisões são tomadas em conjunto, mas nunca tomo a frente, sempre espero o direcionamento dele. Desde a administração financeira até o meu trabalho de evangelização.
Tudo que eu quero comprar (mesmo que seja com meu dinheiro) falo com ele, ouço o que ele tem a dizer e ele fala comigo na maioria das vezes, pois eu lido melhor com o dinheiro.
Eu nunca saio para pregar sem antes falar com ele e pedir autorização e intercessão.
Quando o assunto é nossos filhos procuramos ao máximo andar juntos, como um time. Um não tira a autoridade do outro, porém, os meninos sentem a liderança do pai, o que resulta numa obediência imediata a ele.
Eu não obedeço cegamente a tudo, quando vejo que ele está agindo errado, falo, contesto. Mas sempre no amor, assim como ele faz comigo.

No dia a dia eu que resolvo as coisas para o andamento da família, e as decisões mais importante vem dele. Com isso eu me sinto protegida.

Mas nem sempre foi assim...

Eu fui muito autoritária e para voltar ao meu lugar de segurança e submissão gastou tempo. Quando tomei o lugar dele, automaticamente ele se acomodou e essa posição me pesava. Até que um dia (entendendo a Palavra do Senhor) resolvi devolver a ele a missão de cabeça. Este processo foi longo e difícil (um dia conto pra vocês), mas vencemos! Aliás luto até hoje para não voltar a ser aquela mulher.

E quando o marido não cumpre com seu dever? E se ele é um viciado, alcoólatra, ou adúltero e vagabundo?
O grau e o modo desta sujeição da mulher ao marido pode variar segundo a variedade de pessoas, dos lugares e dos tempos; e até, se o homem faltar ao seu dever, compete à mulher supri-lo na direção da família. (Carta Encíclica Casti Connubbi, do Papa Pio XI, 1930)
Se o homem falta com o dever dele, você não é obrigada a submeter. A submissão ao marido não deve ferir sua dignidade de mulher e filha de Deus. Tem marido que usa da sua autoridade para humilhar, ferir, impor suas loucas vontades, aí ele não está amando, respeitando e nem se sujeitando a esposa no temor do Senhor como pede a Palavra.

Como nos ensina Papa Pio XI o grau da submissão varia de acordo com as pessoas, aqui deixei pra vocês um pouco de como funciona pra mim. Cabe a vocês discernirem a melhor forma de viver a verdade da Palavra do Senhor. Lembrando sempre que acreditamos em Cristo, na Sua Palavra e na Igreja. E não há nada melhor do que viver isso!

A submissão ao marido é um lugar de honra, cuidado, proteção e amor para conosco!

Experimente essa benção!!!!

Paz e bem...




quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Conselho das "amigas"

Em tempos de contatos virtuais, em que a distância se resolve com um clic, somos muitas vezes enganados com números no facebook. Lá está escrito: "agora você e fulano são amigos!"E alguns acreditam.
Contam com aquele "curtir" como se fosse sinal de amor e amizade.
Em tempos de tolerância zero com erro do outro, maquia-se a vida com fotos e frases editadas.
Não tenho dúvidas que esse tempo tem sido mais difícil reconhecer um verdadeiro amigo. E caímos na cilada de abrir nossa vida e receber conselhos de pessoas que pensamos ser amigas. Mas não são.

Vamos ao que diz nosso Senhor pela Palavra:

Dá-te bem com muitos, mas escolhe para conselheiro um entre mil.
Se adquirires um amigo, adquire-o na provação, não confies nele tão depressa.
Pois há amigos em certas horas que deixarão de o ser no dia da aflição.
Há amigo que se torna inimigo, e há amigo que desvendará ódios, querelas e disputas; há amigo que só o é para a mesa, e que deixará de o ser no dia da desgraça. (Eclo 6,6-10)

No primeiro versículo acima vemos que é possível "se dar bem" com muitos mas é preciso estarmos atentos a quem será nossa amiga de perto. Aquela que irá nos escutar e nos aconselhar.
Como então saber quem será essa amiga fiel?
A Palavra nos responde: não confies tão depressa e espera o tempo da provação, pois tem amigos que deixam de ser quando a provação chega em sua vida.

Pessoas passaram em minha vida, principalmente na época que participava em grupo de jovens, mas muitos eu perdi por decepções, pela provação, disputas. Outros bastou o tempo.

O tempo minha irmã será fundamental para que você encontre um verdadeiro amigo.
O problema que tenho observado hoje em dia, é que muitos se decepcionam, tem suas vidas expostas, porque confiou cedo demais, deu ouvidos a palavras de falsos amigos e se machucou porque não soube se preservar e discernir uma amizade verdadeira.

Voltemos a Palavra:

Separa-te daqueles que são teus inimigos, e fica de sobreaviso diante de teus amigos.
Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro.
Nada é comparável a um amigo fiel, o ouro e a prata não merecem ser postos em paralelo com a sinceridade de sua fé. (Eclo 6,13-15)

Princesa, se afaste daqueles "falsos amigos", não ouça conselho de quem não passou pela prova. Tome cuidado para quem confia teus segredos e teu coração. E não fique fazendo feiura na internet jogando indireta para seu amigo que te decepcionou. Já parou pra pensar que a culpa daquela traição e decepção pode ser sua expectativa que foi demais?!

Não estou dizendo para se fechar totalmente as amizades, tem gente que vê "inimigas" em tudo, veja, é necessário fazer amigos, mas escolhe um entre mil aquele que irá te aconselhar.
Um amigo fiel é como um tesouro, nada se compara a sua preciosidade. Dê valor se você o encontrou.
Esses dias atrás minha amiga esteve em minha casa, fomos comemorar uma grande conquista na vida dela. Somos amigas há vinte anos e aquela alegria dela era como se fosse minha. Mas também quando passamos dores choramos juntas. Quando ela foi embora louvei a Deus pela graça de ter uma amiga assim.

O que acontece muito é deixarmos nosso amigo para trás quando algo acontece, por exemplo, o namoro. Vigia irmã. Não deixe seu verdadeiro amigo negligenciado por causa de seu namoro.

Por fim deixo em seu coração a promessa do Senhor:

Um amigo fiel é um remédio de vida e imortalidade; quem teme ao Senhor, achará esse amigo.
Quem teme ao Senhor terá também uma excelente amizade, pois seu amigo lhe será semelhante. (Eclo 6,16s)

Nossa parte é confiar e temer a Deus que nos dará esse amigo fiel!

Paz e bem...



sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Será que ele te ama???

Ás vezes no namoro ou até na fase da espera bate aquela dúvida: será que ele me ama? Será que está interessado por mim?

E algumas princesas me procuram com a dúvida: Como saber se ele me ama?

Fico maravilhada em ver como nós mulheres sentimos essa necessidade de sermos amadas. Por isso São Paulo deixou escrito: maridos, AMAI vossas esposas como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela.
É uma necessidade legítima e faz parte de nós, não temos que negar ou esconder isso.
Porém, muitas são aquelas que mendigam amor, que se iludem, e se contentam com muito pouco.

É preciso que entenda; Deus não quer pra você menos que: "amar como Cristo amou a Igreja!"
E nessa  busca por esse amor muitas vezes nos perguntamos: será que sou amada???

Duas coisas são essências para aprender sobre os homens:

  • ELE MOSTRA O QUANTO AMA COM ATITUDES E NÃO COM PALAVRAS

Tem homem que é bom com palavras, mas as atitudes dizem o contrário. Portanto, faça uma lista do que ele FALA, e uma do que FAZ. Jogue fora a lista do que ele fala e fique com as ATITUDES, aí vai perceber se ele ama ou não.


  • AMOR EXIGE SACRIFÍCIO

Tem homem que diz amar mas não se sacrifica em nada, não quer fazer nenhum tipo de sacrifício para conquistá-la, para enfrentar sua timidez, seu medo, as circunstâncias difíceis, ou exigências do amor.
Entenda princesa: ele precisa se sacrificar e tomar iniciativa, se de fato ele quer, vai fazer isso.
Mesmo que haja no mundo milhares de mulheres fáceis, que não necessitam de sacrifício nenhum para conquistá-la, ele vai preferir você, SE te amar de verdade.



Acredito que agora ficou mais fácil discernir se é amada ou não, percebendo que está sendo enganada tenha coragem de mudar essa situação. Se é solteira coloque um fim nessa ilusão, se é casada coloque o joelho no chão e acompanhe nosso blog que vamos escrever para você que está em crise no casamento.

Lembre-se sempre: você tem um Pai que te ama, um amor maior que tudo, capaz de dar a vida por você. Seja cheia desse amor!!! O PAI TE AMA!!! E te fez princesa!



Paz e bem...


Curta nossa página: https://www.facebook.com/BlogParaPrincesas/
Se inscreva em nosso canalhttps://www.youtube.com/user/blogparaprincesas
Meu instagram: @fabiana_meloribeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...