sexta-feira, 22 de julho de 2016

O que Deus quer de nós vocacionadas ao matrimônio? - testemunho

Olá amadas princesas do Senhor,

Esses dias li um artigo que me descreveu (abaixo deixo o link pra vocês). Logo depois de uns dias, revigorada pelo que li, ouvi o seguinte comentário de um parente: "Nossa você ainda amamenta? O que??? Amamenta de madrugada até hoje?""Você não sente falta de trabalhar, de ter uma vida fora de casa?"
No dia seguinte veio outro: "Você não pode dizer que é só dona de casa, vive por aí pregando nos retiros e grupos."
Para ambos comentários respondi com silêncio e um sorriso.
Sei que as pessoas pensam, outras falam, mas poucas sabem o que é viver essa escolha que fiz.
Sou mãe na maior parte do tempo. Vivo o ordinário da vida de uma mãe. Acordo de madrugada para amamentar e acalentar meu filho que não consegue dormir a noite toda (ele já tem 1 ano). Levanto cansada fisicamente das horas de sono que não tive. Preparo o café dos meninos, penso no que farei de almoço. Cuido para que a casa esteja limpa, (quando meu esposo chega ele ama) levo e busco na escola, ajudo nas lições de casa, lavo, passo, limpo de novo.Etc... Por diversas vezes me sinto cansada pois educar e corrigir exige muito. Mas por diversas vezes me sinto privilegiada de estar perto deles, vivendo e aprendendo com cada fase. Tenho muitos planos para melhorar nossa qualidade de vida e rotina, e com Deus sei que conseguirei, por enquanto, tenho dado tudo que consigo.
Quem me vê nos retiros pregando (o que não acontece tanto quanto parece), ou me conhece somente pelas redes sociais, pensa que minha vida é extraordinária, que vivo de missão em missão, cada dia uma pregação para preparar. Mas não! Vivo o ordinário da vida de uma mãe e esposa.
Mãe e esposa que aprendeu (a duras penas) a entender sua vocação, que hoje sabe que o que nos leva ao céu não é somente o extraordinário mais sim o ordinário. Quero ser santa enquanto lavo a louça, passo a roupa, troco fralda, amamento, beijo e brinco com meus filhos, quero ser uma benção para o meu marido. Quero ser santa cozinhando para minha família, organizando minha casa, educando meus filhos. Pois é isso que o Senhor quer de nós vocacionadas ao matrimônio. Quero também continuar pregando e ser com o blog uma benção na sua vida, ir aonde o Senhor me enviar, mas esse é o extraordinário, ou seja, o que acontece excepcionalmente, raramente. Pois o habitual, o ordinário da vocação ao matrimônio é a vida familiar e é assim que nos santificaremos.
Que nossa família seja o lugar de gerar santos.

É vivendo com amor e oferecendo o próprio testemunho cristão nas ocupações de cada dia que somos chamados a nos tornarmos santos. Se a pessoa é casada, a santidade é amar sua esposa, seu esposo." Papa Francisco 19/11/2014
Minha família: 
Essa foto foi tirada em abril na Primeira Comunhão do meu filho mais velho, o Gabriel, e no fundo de camisa verde é meu pai (Fabio) que pela graça de Deus também estava (juntamente com toda família) nesse momento tão especial de nossas vidas.




Paz e bem...

Curta nossa página: https://www.facebook.com/BlogParaPrincesas/
Se inscreva em nosso canal: https://www.youtube.com/user/blogparaprincesas
Meu snap: fabianamelo83
Meu instagram: @fabiana_meloribeiro


2 comentários:

  1. Amo esta família que também é minha e vejo com muito orgulho seu esforço em buscar a santidade.Não é fácil mas a recompensa virá! Que Deus abençoe vcs!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...