sexta-feira, 3 de julho de 2015

Quantos filhos você quer ter???

Estou na 36º semana de gestação (9º mês), RETA FINAL!!! \o/ (Talvez isso justifique minha ausência)
Até aqui posso dizer que essa terceira gestação foi tranquila, um pouco diferente devido a dores e febre que senti no começo. Ando bem cansada, as vezes com dores nas costas, mas nada de ansiedade.
E não pense que é pelo fato de ser o terceiro filho. Não fico ansiosa mesmo. Aquelas ansiedades que atormentam o coração de uma grávida não sei o que é.
A única preocupação que ronda meu coração é uma pregação dia 18/07. Estarei de 38 semanas. Fico pensando no compromisso que tenho com aquelas pessoas que estarão lá para ouvir o que o Senhor tem a dizer através de mim, e quero estar lá bem.
Se Deus me chamou Ele fará! Essa tem sido a oração que conforta meu coração.

Me sinto imensamente privilegiada em ser mãe pela terceira vez, de mais um menino. A única princesa que reina aqui em casa continuará sendo eu!
Amo ser mãe de menino, mas sofro uma certa pressão por não ter nenhuma menina e ter três filhos.
Aliás tem pessoas que palpitam de todo jeito, e falam cada coisa....:

Ahhh que pena, podia ser uma menina! (Como assim??? Pena? Porque é um menino? Pena tenho de quem faz esse comentário)

Nossa você é animada, terceiro filho?! Não sou animada assim não! (Como se eu pudesse ser "deus" da minha vida, e controlar o momento certo de ser abençoada com a maternidade! Ou precisasse ter ânimo para receber presentes de Deus!)

Você é doida, três filhos nesse tempo, tá tão difícil dar boa educação. (Boa educação não está relacionado com bens materiais, e o essencial tenho para dar, o resto virá por acréscimo é a promessa de Jesus.)

Me pego a pensar... Que mundo é esse em que filhos não é considerado benção? Que mundo é esse em que as pessoas pensam poder manipular a vida conforme suas vontades baratas?

Que tristeza..........................................

Em uma homilia em Washington, em outubro de 1979, o Papa João Paulo II lembrava aos pais que:
“É sem dúvida menos grave negar aos filhos determinadas vantagens materiais e comodidades do que privá-los da presença de irmãos, que poderiam ajudá-los a crescer em humanidade e a compreender a beleza da vida em todas as suas idades e em toda a sua variedade.”

Ensinamento do Vaticano II: “Os filhos são o dom supremo do matrimônio e constituem um benefício máximo para o bem dos próprios pais”. Ou seja, esses pais não estão privando somente os filhos que já têm, mas a si próprios, de um bem único, de uma experiência insubstituível na vida humana.

Portanto, só posso me sentir extremamente agraciada e abençoada por Deus!

Compreendo que tem família que não pode por motivos financeiros ou de saúde ter filhos, e com grande tristeza recorre a métodos naturais de planejamento familiar. Mas é muito triste saber que muitos fazem a opção de não tê-los, por simples egoísmo ou por não saberem que estão se privando de um bem.
Vejo mulheres capazes de gastar dinheiro com cirurgias plásticas, e outras coisas fúteis, mas incapazes de se doarem ao precioso bem da maternidade com a desculpa financeira. Outras caem na cilada de pensar que filho dá trabalho e que precisamos "aproveitar a vida", como se o filho fosse um peso, um fardo muito duro de carregar.
Não sei em que momento a humanidade caiu nessa decadência, mas sei que ver isso acontecendo é muito triste!

Ahh irmãs... como é duro ter que remar contra essa maré que quer tirar de nós a essencial vocação da maternidade.

Me lembro no retiro que estivemos conduzindo em Cornélio Procópio - PR, onde falamos muito pouco sobre essa questão da maternidade, mas o Senhor não perdeu a oportunidade, no final, tivemos a graça de escutar um testemunho muito bonito de uma mulher que foi restaurada em sua essência e partilhou conosco o desejo de ser mãe novamente e o arrependimento em ter feito laqueadura.
Ela mesmo motivou as mulheres de lá a se abrirem a maternidade e não caírem na armadilha da contracepção.

SIM IRMÃS! A contracepção é uma armadilha. A começar pelas pilulas anticoncepcionais que além de todas contra indicações é abortiva.
Quero um dia escrever somente sobre isso.
Mas se você tem interesse em aprender assista a esse vídeo com o titulo: ABORTOS OCULTOS: https://www.youtube.com/watch?v=VXcpiktmYfM

Ser mãe é uma benção! Com todas as belezas, graças e cruzes. E esse mundo não pode tirar isso de nós!

Aí você me pergunta: Como faço então para espaçar o número de filhos e viver a paternidade responsável?
O que é indicado pela Igreja?

Método de Ovulação Billings (MOB)

Já ouvir falar? Se não, indico esse vídeo que a Viviane conta seu testemunho e uma iniciação sobre o método:
https://www.youtube.com/watch?v=IjytVYuGZFE


Antes de perguntar a um casal verdadeiramente católico quantos filhos eles vão ou querem ter, pergunte ao Senhor quantos eles merecem!

Paz e bem...


Eu, meu esposo Ricardo, e meus filhos Gabriel e Leonardo:







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...