quinta-feira, 8 de maio de 2014

Ninguém me "curte" :(

Antes o adolescente que queria ser popular teria que ter um atrativo, tinha que ser engraçado, criativo, ou  ser diferente em algum aspecto.
Hoje não! A popularidade é buscada pelo número de "curtir" ou comentários que leva uma foto. A popularidade é medida pelo número de seguidores. E os adolescentes buscam isso.
Conheço uns que trocam sua foto de perfil quase todo dia só para ganhar "curtir", outros passam a extrema vergonha de pedir likes ou escrever em instagram de gente famosa que "segue de volta e troca likes".
Eu sinto pena... pois vejo uma geração vazia! Buscando ser aceito pelos outros, e buscando ser popular como se isso fosse o máximo!

Vejo também uma geração que não sabe paquerar, não sabe conquistar e ser conquistado.
O rapaz vai lá e pede o face, whatsapp, instagram, etc... da moça e por lá mesmo se falam.
Perdemos o olhar, perdemos o afeto. A paquera se foi... e com ela alguns valores que nos protegiam.

Antes o rapaz tinha o trabalho de ir onde estávamos, de procurar ficar perto, ser amigo, mandar flores, cartas, convidar para sair olhando em nossos olhos, tirar pra dançar na festa,etc.. 
Se você falar isso para uma adolescente, ela provavelmente não sabe o que é esse prazer.

Os rapazes se amedrontaram atrás do computador ou smartphone. Por mensagens anônimas, ou perfis fakes eles falam tudo, perguntam tudo, quando está pessoalmente sentem medo ou vergonha. Amigos são contados por números, já não importa se ele é realmente presente em sua vida, ou se de fato é amigo mesmo.

Então ficamos dependentes de relações virtuais. Ficamos observando o que o outro posta, curte ou comenta. Ficamos esperando seu like ou comentário. Colocamos nosso perfil on line para ver se alguém nos chama. E quando ninguém te "curte" ou te chama no bate-papo e whatsapp, você se sente rejeitada, desprezada e até uma certa solidão e o tal "tédio".

Então chove de indiretas de solitários virtuais. E eu penso... "o que aconteceu com as pessoas??? Como pode algo virtual ser melhor ou mais importante que o real?"
O que leva a alguém sentar numa mesa rodeada de amigos ficar olhando para o celular? O que leva alguém a se sentir melhor porque tem muitos seguidores, likes, e comentários???

Tenho visto uma geração de adolescentes que não se preocupam com o essencial.
Qual o essencial pra você?
Deixe Deus te amar, seja livre para sentir esse amor! Quando sinto esse amor, primeiro devolvo esse amor à Deus, e consigo me amar e amar os outros, sem falsidades.

O essencial são amigos reais, aqueles que a Palavra de Deus chama de tesouro. E isso não se mede pela popularidade. De nada adianta você se aproximar do "popular" para buscar a aceitação dos outros.
O que Deus pensa sobre você? É isso que importa!
Deus sabe que você precisa de um amigo, e Ele te dará, não o facebook ou outra rede social qualquer.

Esses dias vi um casal numa mesa e enquanto esperavam pelo prato pedido, cada um ficou com seu celular e nem se olhavam. Eu tive vontade de dizer: Larga o celular!!!Vai conversar. Faça da mesa de jantar sua rede social.


Com certeza a internet e a facilidade que ela nos proporciona não são ruins. Graças a internet posso evangelizar, aprender, reencontrar pessoas queridas, e muitas praticidades que nos é oferecida. Mas no equilíbrio está a graça.

Irmã, vigia! Pare de achar que sua vida virtual é mais importante que a real. Pare de mendigar uma falsa popularidade virtual. Que felicidade barata é essa? Que carência afetiva é essa?

Ás vezes a menina tá reclamando que ninguém olha pra ela, pode ser que ela que não esteja vendo pois está ocupada demais olhando para o celular. Ás vezes você está dando mais valor as suas relações virtuais que as reais e acaba parecendo falsa com quem de fato importa!


Vigia irmã!!!

Paz e bem...





4 comentários:

  1. muito bom! compartilhei

    ResponderExcluir
  2. Pode crer que não é só adolescentes que fazem isso.
    Tive um namorado que era assim, (36 anos) parecia um moleque, que amava se exibir de sunga no face para seus 3.100 "amigos'', tudo para ganhar curtidas. Isso me tirava do sério, as conversas fiadas no watts então, me gerava muita insaisfação no nosso relacionamento pois sempre fui muito reservada e nunca gostei de superexposições. A gota d'água é quando eu me arrumava toda pra encontrar com ele e na casa dele ele ficava naquele computador e nem olhava pra mim direito. Pode acreditar, celular em excesso, redes sociais em demasia acabam com qualquer relacionamento.

    ResponderExcluir
  3. Ninguém é tão feliz quanto demonstra nas redes sociais ou tão bonito quanto lhe parece ser.
    Quando você olha alguém através da internet é como se pudesse ver somente aquilo que ela quer mostrar. É como se ela quisesse te conquistar exatamente por aquilo que você deseja encontrar em alguém e não pelo que ela realmente seja. Nunca confiei em que exibe demais principalmente sua nudez nas redes sociais, demonstrando o tempo todo a beleza de seu corpo,sua felicidade, ou só se acha bonito de óculos escuros. Quem perde muito tempo preocupado em formar uma imagem de super exibições de si mesmo somente para ganhar curtidas acaba achando que isso seja o suficiente para representá-lo, se torna vazio, e sem conteúdo.
    Vale lembrar que um corpo e um rosto bonito um dia se acabam, e o que nos resta é somente o que construímos de bom em nossas vidas e o rastro de saudade que deixamos ao passar pela vida de outras pessoas num relacionamento face a face. Ser feliz consome tempo demais, e não sobra quase nada para expor.
    Fica a dica garotada.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...