sábado, 31 de agosto de 2013

Namoro firmado em Deus

Muitos caem no engano de pensar que um namoro cristão se baseia só em viver a castidade. E é claro que a castidade é fundamental, mas não é só isso... 



Conheci certa vez um casal que viveu castidade no namoro, mas não viviam bem seu casamento. Pois caíram no engano de achar que simplesmente a abstinência sexual no tempo do namoro, faria com que desse tudo certo. A situação daquele casal era tão triste que a única coisa que os prendiam ali era o medo do que as pessoas iriam pensar.
Tive a graça de conversar com aquela mulher e pude entender o que se passava... Ela se sentia carente, esperava que o marido preenchesse aquela carência. Quem é casada sabe que aquele friozinho na barriga passa, sabe que a rotina pesa, que sentimos falta de elogios e palavras carinhosas ditas no começo de um namoro. Sentimos falta de cartinhas de amor, de ficar abraçadinhos namorando no sofá, e de outras coisas que fazíamos quando namorados.

Tudo aquilo que ela não recebia dele, era retribuído com muita falta de respeito. Sem querer ela o diminuía e ele devolvia na mesma medida. Aquele casal foi se distanciando e matando o amor, foram deixando Deus de fora, assim como faziam no namoro.

Entendi então que um namoro para ser alicerçado em Deus precisa além de castidade, outras coisas essenciais, que não cabem em um único texto, mas devagar quero partilhar isso com vocês...

A ORAÇÃO

O combustível do namoro precisa ser a oração. Muitos casais tem vergonha de rezar juntos. De beijar não tem, mas de rezar tem. Vocês precisam dedicar um tempo para rezar pelo namoro. Participar da Santa Missa juntos, consagrar esse namoro ao Senhor!
Organize sua vida e abra um espaço pra Deus nesse relacionamento. Não há possibilidade de viver um namoro cristão deixando o Senhor de fora.
Renuncie o tempo de passeio se for preciso, mas ore!

Tem namoro que dá certo sem oração? Deve existir.... mas você que proclama Jesus como Senhor, pode viver um namoro onde Ele não é o centro???
Deixa Deus entrar na sua vida por completo!

AMIZADE

Sejam amigos antes de tudo. Eu já caí no erro de pensar: "não quero um amigo, quero um marido!" Oh irmã esse pensamento é totalmente mundano. Como você vai namorar e casar com um homem que não é seu amigo??? Hoje digo para princesas que esperam: peça um amigo ao Senhor e quem sabe ele não se torna um marido!
Sabe por que? Porque você só conseguirá se submeter e amar, se admirar aquele homem e se for seu amigo. Até o prazer sexual passa por essa questão da admiração e da amizade. E outra... o tempo pode destruir a aparência física, o sexo, a paixão mas nunca a amizade!
Se você sente alegria e prazer em ficar horas conversando com alguém, imagina quando após a benção sacramental do casamento houver as outras coisas? Como por exemplo: a convivência, cumplicidade, parceria, sexo... aí irmã é só benção!!! rsrsrs... 

CIÚME E EGOÍSMO

Outro erro que cometemos sem perceber e destrói o namoro cristão são: ciúmes e o egoísmo.
Uma pessoa quando é ciumenta e/ou egoísta demais prova que NÃO está pronta para namorar. Só a decisão de amar já lança fora o egoísmo. 
Me casarei para ser feliz? NÃO! Me casarei para entre outras coisas, fazer ele feliz! O egoísta não sabe viver isso, é carente e não sabe partilhar.
E o ciúme excessivo é prova de imaturidade, porque começo a fazer do outro um objeto que me pertence e não pode ser partilhado por ninguém.
Ahhh mais tem ciúme que é bom. Chamamos de ciúme bom aquele em que demonstro zelo e cuidado, e sim isso é bom! Mas quando passo desse limite posso destruir minha relação, sufocando e coisificando o outro.
Temos que vigiar!

Quem não aprendeu ainda a vencer o ciúme, a inveja, o próprio orgulho e vaidade, ainda não sabe amar e não está preparado para o casamento. Você só começará a compreender o que é amar quando sua vontade de fazer o bem ao outro for maior do que a sua necessidade de tomá-lo para si, para se satisfazer. 
(Prof. Felipe livro: problemas no casamento)

Viver castidade sim! Mas não deixe de lado a oração, a amizade e cuide para que os vilões do relacionamento (egoísmo e ciúme)  fique longe de vocês!


Amar é dar-se a alguém para completá-lo e construí-lo. E isso é mais do que um impulso sensível do coração; é uma decisão da razão. Por isso, amar é um longo aprendizado, não uma aventura como a maioria pensa. (Prof. Felipe Aquino)

Paz e bem... 

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Existe a pessoa certa???

Assisti um vídeo que me preocupou...
Tem uma página católica que compartilhou como se fosse bom, e peço que assista e pense comigo...



Quando dizemos “pessoa certa”, não estamos falando que ela  é uma única pessoa que está em algum lugar e  que nossa busca tem que ser “por aquela determinada pessoa”. Quando dizemos “pessoa certa” é aquela que tem os defeitos que suporto, e as qualidades que admiro e espero. A pessoa certa pra mim, é diferente da certa pra você. Porque você pode suportar coisas que não suporto e admirar qualidades que pra mim não fazem tanta diferença.

Outra coisa... quando espero pela pessoa certa, não espero pela pessoa perfeita. Logo não estou colocando sobre ela o fardo de ser perfeita.

Quando ele diz: a questão é se preparar para ser a pessoa certa, aí concordo, porque esse é o principio cristão: busca de santidade!
Quando busco pela “pessoa certa” não estou  me acomodando para que o outro se encaixe em minhas imperfeições e eu não precise mudar. Estou procurando por alguém que caminhe comigo, que seja degrau de santidade pra mim e vice-versa.

Quando ele diz que não namoramos ou casamos para ser feliz e sim  santo, ele se engana, pois o casamento tem infinitas finalidades entre elas: a felicidade E a santidade. Deus quem fez o casamento!
Não é pressão encontrar a pessoa certa, é escolha. Simples assim! Não fico triste ou desanimada se aquela pessoa “certa” que escolhi falhar, porque não espero dela perfeição. A pessoa certa, não é a perfeita!
Sim, preciso dizer que nosso Senhor é Deus pra colocar alguém que Ele escolheu em sua vida, mas é Deus também para te deixar escolher, então, escolha certo.  Escolha em Deus! Como? Estando em comunhão e intimidade com Ele!

Quando estabeleço a pessoa certa, não posso, nem vou criar um padrão que ninguém se encaixe. Vou estabelecer o que pra mim é importante, tanto em defeitos como em qualidades.
Eu jamais me envolveria com alguém que bebe, mesmo que socialmente, não gosto. Como poderia escolher alguém que não vê problemas em beber? Em compensação pra outras não tem tanta importância isso. Estabelecer “meu padrão” é olhar dentro de mim e enxergar o que não suportaria em hipótese alguma.
De fato realmente não podemos estabelecer padrões altos até porque quando me examino percebo que não tenho esse alto padrão, perfeito só Jesus!
No final ele diz o que tanto ensino: tenha intimidade com Deus!

Assim terá discernimento. Para que possa enxergar a “pessoa certa” que provavelmente está perto de você!


Esse texto acima deixei como comentário do vídeo nessa página católica do face, e como vocês podem ver... tem gente que ainda não entendeu o que é a "pessoa certa".
Tomemos cuidado com o que ouvimos... na duvida busque o catecismo da Igreja, mas não deixe "falsas verdades" virarem verdades para sua vida. Amém?

Paz e bem...

Curta nossa página: https://www.facebook.com/BlogParaPrincesas

Que tipo de carne você é???

Escutei hoje uma pregação do Dunga onde ele conta...:

"Uns amigos iam na minha casa, resolvi fazer um churrasco, coisa chique. Chegando no açougue pedi um quilo de filé mignon, logo o açougueiro me informou que não vendiam por quilo, se eu comprasse teria que ser a peça inteira. Como não entendo de carne olhei e perguntei: Qual dessas é o filé?Ele disse: Filé mignon não fica exposto não.Então o açougueiro entra na câmara fria e trás o filé, vou com a mão e ele diz: Não! Só pode ver com o olho. Vai querer?Disse: Sim. Pode passar na máquina?Ele: Não precisa machucar a carne, ela é boa!"

Moral da história: carne de segunda fica exposta, carne de primeira fica RESERVADA!!!Tenho que dizer pra você menina, jovem phn, você NÃO É CARNE DE SEGUNDA! É carne de primeira qualidade!!!A palavra pudor significa: manter secreto o que é precioso. Mantenha secreto aquilo que um dia alguém (que diante de Deus pelo matrimônio) vai poder tocar, vai ter relação sexual com você, na sua cama, não cama de um motel onde já se passaram tantas podridões, VOCÊ NÃO É PORCO pra ir pro chiqueiro. Você merece ser levada pra sua cama, na sua casa.VOCÊ É CARNE DE PRIMEIRA!E quem quiser não vai poder levar um pedacinho, vai ter que levar inteiro!

Naquele acampamento PHN do ano passado o Dunga então nos atenta para uma das qualidades de uma princesa: o pudor! 
Aí então entro hoje no face e vejo essa foto que uma amiga compartilhou:

Logo após de ter escutado sobre a vitrine de carne de segunda, me deparo com três lindas bundas. E o Espírito Santo me dizia:
Você pode não ter o bumbum perfeito (de acordo com os moldes deste mundo), mas VOCÊ É CARNE DE PRIMEIRA!!!!!!!!!!!!!! É PRINCESA DO SENHOR!!!! 
E mesmo se tivesse o bumbum perfeito, ele está reservado para aquele que no altar conquistou o direito de vê-lo! Amém?

Não caia na armadilha de satanás para nós mulheres, não aceite o que o mundo lhe impõe! Seu modo de vestir e se comportar mostra quem você é.
Aquela carne de primeira que o Dunga comprou estava reservada, porque é valiosa, e com certeza custou caro, assim como você. O Senhor nos chama de preciosas! E é isso que somos.

Sabe quanto você custou???
Olha:

Você custou todo o sangue de Jesus derramado numa cruz. 
É valiosa demais, pra ser vendida barato!

O mundo quer que acreditemos que somos feias, ridículas, fora do padrão de beleza. Quer ver as mulheres se matando pra ser gostosas, se expondo.
O inimigo quer que você caia na tentação de expor seu corpo para receber elogios e olhares que satisfaçam sua carência. DIGA NÃO A ESTE MUNDO!!!
Sabe por que?
PORQUE VOCÊ É CARNE DE PRIMEIRA QUALIDADE!!!
E NÃO MAIS ACEITARÁ O QUE O MUNDO IMPÕE!

Amém???

Paz e bem...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

E agora?! Sou solteira! :(

Por diversas vezes já me pediram: "conte sua história de amor no blog!"
Engraçado que esse mesmo pedido não chega para meus amigos Frank e Louise (ambos solteiros) por que? Só pelo fato de serem solteiros?
Em nossa sociedade há uma concepção de que só é feliz quem está com alguém, não importa se o casamento daquela pessoa é bom ou ruim, não importa se aquele casal de namorados se gostam, o importante é "ter alguém".


Sabe onde isso mais acontece?
NA IGREJA!


Existe uma pressão que tem gerado vocações frustradas. A pessoa se vê na obrigação de casar, de namorar "qualquer um" ou de entrar pra vida religiosa ou sacerdotal, porque é péssimo estar sozinho. Como se fosse uma maldição.

Isso é mentira do inimigo irmã! É mentira que só é feliz quem está namorando ou se casa! É mentira que ser solteiro é viver sozinho e infeliz. É mentira que a vocação religiosa é falta de opção. É MENTIRA!!!

Por outro lado, vejo uma mídia massacrante, acabando com a essência linda das mulheres, implantando o conceito feminista de que "sou feliz sozinha", "não preciso de ninguém", "ninguém serve pra mim".

A começar por mim... VAMOS ACABAR COM ISSO!!!

A mudança tem que partir da nossa maneira de pensar, lembra o que nos diz o Senhor na Palavra:

"Não vos conformeis com este mundo!" (Rm 12,2)

Solteiro é quem não casou, não adianta achar que se está namorando seu estado civil mudou, porque não mudou. Namorando ou noivando é solteiro também!

O casamento não é sinônimo de plena felicidade, ou de profunda tristeza. Para ser feliz no casamento preciso me casar com a pessoa certa (tem os defeitos que suporto e qualidades que busco e admiro), renunciar e decidir amar todos os dias. Casamento é um namoro que deu certo.

O solteiro não é uma pessoa sozinha e/ou infeliz. Infeliz é quem não escuta o Senhor, e não faz Sua vontade.

Ser sacerdote ou freira não é refúgio de quem não encontrou seu cônjuge, é vocação, escolha... é chamado. Só sabe disso quem já vivenciou a força de uma decisão dessa.
Lembrando que: matrimônio também é vocação.
Antes de sair desesperada atrás de um noivo procure saber se sua vocação é o matrimonio.


SOLTEIRA, NÃO TENHA VERGONHA DE DIZER QUE É SOLTEIRA!
CASADA, NÃO TENHA VERGONHA DE NAMORAR SEU MARIDO!
NÃO TENHA MEDO DE RESPONDER AO CHAMADO DO SENHOR PRA SUA VIDA.

Esses dias estávamos eu e meu marido na padaria esperando a moça pegar os pães. Como de costume ficamos abraçados e nesse dia nosso assunto era o Léo (caçula) e suas gracinhas, riamos, o Ricardo é muito carinhoso sempre me beija e me abraça.
Quando fui pegar o pão a moça olhou em minha mão e disse espantada:
Vocês são casados????
Eu, sem entender a pergunta respondi: Somos. Por que?
Ela: Nossa achei que fossem namorados. Estão casados a pouco tempo né?
O Ricardo respondeu: Não considero oito anos e meio pouco não.
Ela abismada disse: nooossaaaa... nunca vi um casal casado a mais de dois anos nesse love, rsrsr...
Rimos...e eu disse:
- Sou princesa, filha de Deus nosso Rei, não podia escolher nada menos que um príncipe. Ser feliz no casamento está em nossas orações e decisões. Você também merece.
Depois conversei sobre o blog, sobre a paróquia e grupo que frequentamos e fomos embora, nos sentindo somente diferente da maioria.

Nesse dia pude entender o grande plano de satanás pra destruir as famílias... os valores estão invertidos. Sou casada meu namoro não devia espantar as pessoas. 

Ouço: Solteira sim. Sozinha nunca! 
É isso que prega o mundo. Isso é felicidade?
Não irmã! Não se conforme com este mundo!!!

Me preocupo muito quando vejo uma pessoa que nasceu pra voar namorando galo(galinha) que só cisca, não voa.
Pode dar certo um casamento de águia com galo? kkk...
Você foi feita pra voar, é princesa do Senhor!
Pare de achar que é infeliz porque é solteira. Aproveite esse tempo... tem coisas que só podemos fazer quando solteira. Aproveita e espera no Senhor!!!

Ahh... e minha história de amor vou contando ao longo do tempo em diversos artigos porque ela não tem final feliz, simplesmente porque o fim é só com a morte! Amém?! rsrsr...

Paz e bem...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Judite, a mulher coragem!

Mais uma história bíblica que está no livro de Judite...A princesa coragem!

Para entender a história de Judite temos que entender como se deu a ameaça de guerra ao seu povo...

O Rei Nabucodonosor ao vencer uma guerra se encheu de orgulho e começou a querer conquistar outros povos que não permitiram,  e ele então promete vingança.
Ele queria submeter toda a terra ao seu império. (cap.2,3)

Enviou então um marechal chamado Holofernes a todas as cidades que não aceitaram seu reinado e ordenou que ferissem quem resistisse e dominassem à todos.
Quando o exército comandado por Holofernes chegavam à cidade eles matavam sem piedade e saqueavam todos os bens que as pessoas possuíam, como tesouros e terras, destruíam casas e plantações. Era um terror! (2,18)
Alguns povos sabendo da chegada deles se rendiam e se submetiam ao reinado de Nabucodonosor.

Agora imaginem o sofrimento...
Ao se submeter ao reinado de Nabucodosor eles passavam a ser escravos, perdiam tudo. Terras, filhos, bens, esposas. O Rei passava a ter todo domínio sobre a vida deles. Mas com medo de morrer, muitos permitiam.

Ao saber desse terror os israelitas quiseram proteger Jerusalém e se preparam fazendo muros em volta de cidade, estocando comida, preparando seu exército e orando sem cessar para que Deus salvasse seu povo como fez com Moisés. (4,1-17)

Holofernes ficou morrendo de raiva ao saber que os israelitas resistiriam e com mais raiva ainda ao saber que aquele povo era protegido por Deus. 
E disse: É preciso que toda a nação saiba que Nabucodonosor é o deus da terra, e que não há outro fora dele.” (5,29)  “Vou mostrar-te que não há outro deus fora de Nabucodonosor.” (6,2)

Em Jerusalém todo o povo foi convocado para orar pedindo socorro ao Senhor. (6,21)

Holofernes descobriu onde era o abastecimento de água deles e cortou, com isso alguns começaram a achar que o melhor era se render, porque estavam sem água. O povo dizia a Ozias (sacerdote e ancião do povo):
É melhor que bendigamos a Deus no cativeiro, vivos, do que morrer vergonhosamente diante de todos os homens, vendo morrer sob os nossos olhos nossas mulheres e nossos filhos. (7,16)

Eles fizeram um grande clamor ao Senhor e Ozias chorando disse:
Coragem, meus irmãos! - Esperemos (ainda) cinco dias a misericórdia do Senhor. (7,23) Talvez se aplaque a sua cólera e dê glória ao seu nome. Entretanto, se depois de cinco dias não nos chegar socorro algum, faremos o que propusestes. (7,23-25)

Aí entra Judite na história...
Ela era judia, viúva fazia três anos e meio, morava com sua empregada e nunca saía de casa, vivia em jejum e oração. Extremamente bela possuía bens porque seu marido tinha deixado uma boa herança. Era muito estimada porque tinha um grande temor a Deus, não havia ninguém que falasse mal ao seu respeito. (8,1-8)

Judite ficou sabendo que Ozias tinha dado prometido entregar a cidade em cinco dias caso Deus não os atendesse, mandou chamar os anciãos. E disse a eles:
Como é possível que Ozias tenha consentido em entregar a cidade aos assírios dentro de cinco dias, se não nos chegar socorro? Quem sois vós para provocar o Senhor?Não é esse o meio de atrair a sua misericórdia, mas antes o de excitar a sua cólera e acender o seu furor. (8,10-12)Mas o Senhor é paciente; façamos, pois, penitência por isso e peçamos-lhe perdão com lágrimas nos olhos, pois Deus não ameaça como os homens e não se deixa arrastar como eles à violência da cólera. (8,14-15)

Com essas palavras de Judite, Ozias reconheceu que ela estava certa e pediu que ela rogasse a Deus por todos, já que era uma mulher santa e piedosa. Ela então pede permissão para agir, e Ozias responde: Vá em paz! (8,30-33)
Eles foram embora e ela foi orar, fez um grande louvor e clamor ao Senhor (9,2-18)

Depois que terminou a oração ela tirou as vestes de viúva, tomou banho, passou perfume, arrumou os cabelos, se vestiu como se fosse para uma festa. Colocou brinco, anéis, pulseiras e coroa. A Palavra diz que o Senhor aumentou-lhe a beleza, que ela ficou encantadora, ainda mais linda. (10,1-4)

Judite então saiu da cidade com sua empregada e com a benção de Ozias e dos anciãos, foi orando ao encontro de Holofernes (marechal do rei Nabucodonosor).
Quando foi chegando perto encontrou uns soldados disse que era israelita e que queria indicar a Holofernes um caminho fácil para conquistar Jerusalém. (Judite estava mentindo) Sua imensa beleza encantou o soldado que a levou a tenda de Holofernes.

Mal entrou e Holofernes ficou encantado com ela. Apaixonou à primeira vista!
Judite se inclinou diante dele e fez um discurso que cativou a todos, colocando os Israelitas como derrotados. Eles ficaram encantados com a beleza e a sabedoria dela.

A mulher era sábia demais... tinha levado comida para não ter que comer com eles, e pediu para ser liberada durante a madrugada para orar e adorar à Deus. Eles deixaram e assim fazia, orando todas as noites pela libertação de seu povo.

Holofernes já apaixonado por Judite mandou um “cupido” convencer Judite a ficar com ele como concubina (amante).
Ela aceitou, e foi ao encontro dele.

Holofernes totalmente apaixonado e feliz resolveu fazer um jantar romântico e bebeu muito vinho. Judite lá só comendo do que tinha trazido, e fingindo comemorar com ele. Ele ficou bêbado de cair e dormiu.
Ela ficou com ele e pediu que sua empregada vigiasse a porta. Ela ao lado dele, chorou orando ao Senhor.
Na parede do quarto tinha uma espada pendurada. Ela pegou e decepou a cabeça de Holofernes, e deu pra empregada guardar num saco.

Ela e sua empregada saíram a noite, os soldados pensando que elas iam orar como de costume. Mas fugiram e voltaram pra casa levando a cabeça do marechal no saco.

Chegando às portas da cidade, Judite gritou:

Abri as portas, porque Deus está conosco; ele manifestou o seu poder em favor de Israel. (13,13)

O povo todo foi ao encontro de Judite que subiu num lugar alto, pediu silêncio e disse:
Louvai ao Senhor nosso Deus,  que não abandonou os que puseram nele a sua esperança, e que cumpriu pelas mãos de sua serva a sua promessa de misericórdia à casa de Israel; esta noite ele matou por minha mão o inimigo de seu povo. Retirando então do saco a cabeça de Holofernes, mostrou-lha. (13,17-19)
Quando os oficiais do exército de Nabucodonosor descobriram o corpo de Holofernes um grande terror, desorientação e espanto extremo invadiram o coração de todos. (14,17) Perderam a razão e fugiram com medo.

Todo o povo de Israel comemorou com grande festa de louvor.

Judite me ensina que a oração tem que ser acompanhada com atitudes, que a sabedoria e o discernimento são essenciais para se cumprir a vontade de Deus.

Mulher forte, corajosa e de uma imensa sabedoria e discernimento. Ela soube ser submissa e valente na medida certa.


É claro que em nosso tempo não podemos matar nosso inimigo, e na verdade ele nem sempre se apresenta como um marechal.O inimigo atual do nosso povo é a violência física e sexual, as drogas, o aborto, o homossexualismo, a devassidão, o divórcio, etc... E não podemos sair cortando a cabeça deles.

Mas podemos sim, sair da zona de conforto, colocar nossos joelhos no chão, fazer jejum, penitência e partir para a ação com coragem, como fez Judite. Vamos juntas defender nossa Igreja, as famílias, nosso povo!

Defender na coragem da ação e oração! Não podemos nos conformar com este mundo! Deus precisa de nós para que Sua vontade prevaleça.

Aprendamos com Judite, com certeza uma princesa do Senhor!

Paz e bem...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...