segunda-feira, 15 de julho de 2013

Compreendendo os homens (parte I)

Parte I: CONHECER E ACEITAR

Como sonhamos em compreender os homens né? Esses artigos que separei em partes é sugestão de uma leitora, e achei mesmo muito interessante, apesar de ser um eterno aprendizado e de que toda regra aqui tem exceções, vamos lá...

Sou casada e tenho dois filhOs, trabalho num ambiente 95% masculino. Convivendo assim com muitos homens vou percebendo algumas coisas que de fato podem ser relevantes.
Escuto no trabalho histórias sobre as esposas, namoradas, anseios deles pro futuro, e também histórias de homens "sapo". Mulheres pasmem com o que vou dizer:
ELES NÃO SÃO IGUAIS!

Pare de achar que eles são iguais, porque não são! Tem coisas que são características masculinas, tipo: força, necessidade de liderança, praticidade, até uma certa brutalidade às vezes e etc...
Mas em outras coisas eles são completamente diferentes, vejo alguns mais duros que não demostram fácil seus sentimentos, bravos e até machista. Outros mais sensíveis, românticos e cavalheiros. Uns totalmente seguros auto estima nas alturas, e outros carentes de uma baixa auto estima paralisante. Então não tache os homens pela experiência que teve com eles.

Confesso que faço testes com eles. kkkk...  Como assim teste? Explico:
Vi um dia o Ricardo Sá dizendo que homem só entende e digere UM assunto ou tarefa por vez, e nós mulheres fazemos várias coisas ao mesmo tempo não é assim?!
Outro dia ouvi dizer que se você quer a atenção de um homem comece dizendo: tenho UMA COISA pra te falar, caso contrário ele não te ouvirá.

Aí fiz o teste com meu marido... num sábado fomos limpar a casa e ele perguntou:
Ele: - O que faço pra ajudar?
Eu: - Ah amor vc pode fazer isso, aquilo, e aquilo, depois faça aquele outro.

PRONTO!!!!!!! Desespero instalado! kkkkkkkkkkkk....
Ele começou pelo último e não fez nenhum dos outros 3. Por que??? Porque eles não conseguem fazer todas as coisas ao mesmo tempo como nós.
Naquele dia sentei pra rir!!! E ele sem entender... o abracei e disse: Amor, por isso amo você!
Pesquisa concluída com sucesso! Lição aprendida agora peço uma coisa de cada vez! 

Outro teste foi com os rapazes que trabalham comigo...
Cheguei afoita e disse:
- Tenho um monte de coisa pra falar com vocês!!!
Eles encostaram na parede e fizeram uma cara que dizia... (ah não!!! Socorroooooooo!)
Conclusão: Eles não prestaram atenção em nada!
Outra pesquisa concluída com sucesso! Hoje quando quero algo digo: Meninos prestem atenção tenho uma coisa pra pedir. Aí é sucesso sempre!

E assim vou aprendendo...

Tenha em mente que precisamos nos conhecer e conhecer o outro. E nesse conhecimento preciso falar, escutar e observar as ATITUDES.
A primeira dica essencial para compreender seu marido/noivo ou namorado é conhecer, e para conhecer preciso: CONVERSAR e  OBSERVAR, livre-se desses rótulos de que homem é tudo igual.

Conheço meu marido, mas não o suficiente para compreendê-lo totalmente, aí entra a aceitação.

Esses dias presenciei uma cena muito triste. Um casal estava na loja experimentando roupas em seu filho, colocaram e ficaram conversando a respeito daquela compra, daí uns minutinhos a mulher surta dá um grito com o marido, dizendo pra ele negociar depressa e tirar a roupa do filho. Quando olhei no semblante daquele homem, até então muito atencioso, ele estava triste e muito envergonhado. Apesar disso obedeceu a esposa.

Entendam queridas:
EM HIPÓTESE NENHUMA PODE HAVER UMA FALTA DE RESPEITO DESSAS!!!

Mesmo se aquela mulher estiver num casamento difícil. Nunca pode nos faltar o respeito!

E sabe onde começa a falta de respeito? Quando não aceitamos o outro. O namoro é o tempo de conhecer. Conhecer pra que? Para saber se aceito!!!
Só pode seguir a diante no namoro (que termina em casamento) se aceita ele.
Aceitar os defeitos dele, sua maneira de ser. Aceitar sua família, seus costumes. Aceitar!!!

Mas me casei e não suporto as atitudes do meu marido! E agora?
É preciso pensar quais as atitudes que te incomodam, se vão em desacordo com o catecismo e a Palavra, de fato você está certa. Não se conforme com este mundo.
Agora na maioria dos casos, a mulher implica por tão pouco, e geralmente não suporta porque não admira. Se não admira é porque não conhece e não aceita os defeitos dele.

Outro exemplo (testemunho):
Meu marido não sabe dançar. E eu amooo dançar!
Sempre gostei, e me casei com ele sabendo que ele não sabe, e não gosta. Posso agora reclamar e ofendê-lo porque quero dançar e não tenho par? De forma alguma!
O que faço?
ACEITO! e porque aceito? Porque amo, entendo e respeito!

Tem coisas que ao longo do tempo e com a conversão mudamos, mas tem coisas que em nós não muda.
Analise seu marido/noivo/namorado... observe, conheça e aceite aquilo que não pode mudar. Sabe o que você pode mudar de fato???
VOCÊ MESMA!

"A começar em mim Senhor!" (Essa é a oração da mudança que você tanto pede.)

Bom... deu pra entender que para compreender seu namorado ou marido você precisa primeiro conhecê-lo e aceitá-lo né?
Não espere que ele mude para ser como você sonhou. As vezes queremos ser "deus" e mudar as pessoas. Deixa Deus ser Deus!


Paz e bem...

Parte II: O que eles querem: mulher mandona ou submissa? (Aguardem...)




3 comentários:

  1. adorei os testes que vc faz! ri aqui kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Querer moldar o outro, é pedir pro relacionamento não dar certo... é bonito ver o amor conseguir aceitar o outro com suas limitações e defeitos.. q Deus nos ajude!!!

    ResponderExcluir
  3. Eles são complicados...mas com amor tudo dá certo! bjs Deus abençoe!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...