segunda-feira, 6 de maio de 2013

Ele tá com sono! (O amor e o limite)

Confesso! Tenho dificuldade de escrever para mulheres casadas. kkkk...
A cobrança que faço sobre mim não permite que tenha liberdade em escrever, pois sempre acho que preciso (e vou) melhorar como esposa e mãe.
Mas recebi um e-mail que me fez levantar!
A princesa disse que é casada e mãe, e ama partilhar as dificuldades, que caminhemos juntas mesmo imperfeitas mas juntas!
É isso!!! Vamos juntas, errando mais que acertando, mas sempre juntas!

Hoje quero falar com as mães, casadas ou não.
Porque nós somos princesas, mas também somos mãe!

Trabalho com jovens na Igreja, e amo fazer isso! Amo a juventude! Amo ser jovem (isso independe de idade)!
Por isso vejo a intensidade que tem um jovem quando escolhe Deus. Ele é intenso e verdadeiro, da mesma forma que é quando escolhe o mundo.
E por que jovens com uma estrutura cristã escolhe o mundo?

São muitas as respostas, mas uma delas me faz abrir os olhos, e vigiar.... O LIMITE!!! (ou a falta dele!)
Muito se fala sobre educação, amor e pouco de limite!

Será que um jovem que não respeita seus pais hoje, não é fruto de uma falta de limite na infância?

Nós pais as vezes inconscientemente acabamos sendo permissivos, por medo da rejeição. E um jovem sem limites é como uma bomba relógio, uma hora explode trazendo consequências terríveis, que vai do adulto sem responsabilidades até vícios, como álcool e drogas.

Eu sei que dá medo, mas tudo isso começa lá na infância quando ainda podemos moldar quem eles serão. O padre Léo disse que no limite ESTÁ a SALVAÇÃO de nossos filhos. É bem isso!

Ame sim, mas se não souber dar limites de nada adiantará! Filho sem limite é sinal de que nunca foi amado verdadeiramente!

Mas como saber se estou dando limites, antes que tudo esteja perdido? (
Adotei uma regra, que talvez funcione...)

Qual tem sido o comportamento dele???
Até onde dou desculpas pelo mau comportamento dele???

Tem mãe que tudo o que  filho faz de errado justifica:
  • Ahh tá doente!
  • Tadinho, tá com sono.
  • Está com problemas na escola.
  • É muito sozinho, por isso não sabe se comportar.
  • É a avó que mima.
  • É a professora que está errada.
  • Sou (ou o pai é) muito ausente, por isso ele quer chamar atenção.
E por aí vai...

Quando me vejo justificando demais os erros deles, é hora de parar!!! Onde está meu erro? Onde está minha autoridade?

Meu amor tem que exigir limites. Essa é a condição, essa é a salvação!
O não de hoje dói, mas amanhã a ausência dele vai doer MUITO mais!!! 

Paz e bem...

5 comentários:

  1. Talvez tenha sido aí que eu errei!
    Sempre usando desculpas e nunca assumindo as broncas para mim. É para mim é tarde demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Santa Mônica rezou aproximadamente 30 anos pela conversão de seu filho, o grande Santo Agostinho. Será mesmo que é tarde???
      Os pais que tem filhos 'desviados dos caminhos do Senhor' precisam parar de fugir da realidade, e enfrentar a situação. Precisam compreender por que, apesar de todo o seu esforço, de todo o seu amor e dedicação, o seu filho(a), está longe dos caminhos do Senhor. Deus quer ajudá-lo a trazer seus filhos de volta. Ele sabe que isso não depende só do agir d'Ele, mas depende também do livre arbítrio dos seus próprios filhos.
      Reconhecer que errou é um passo, mas não o fim! E NUNCA SERÁ TARDE PRA QUEM CONFIA QUE DEUS É FIEL!!!

      Paz e bem...

      Excluir
  2. Com certeza, em tudo há o limite!
    Deus abençoe! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!!! Fico esperando seu comentário!kkkk... Todas as vezes que rezamos pelas princesas leitoras, vc é sempre lembrada! Obrigada!

      Excluir
    2. Rsrsrs fico tão feliz em saber disso Fabiana :D muito obrigada! Também rezo sempre por vocês!

      Excluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...