terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Uma planta especial

Já parou pra pensar por que brigamos? Por que coisas pequenas nos leva a discussões imensas?
...
Somos diferentes e isso por si só gera desentendimentos, temos que entender que o casamento também é feito de renúncias e requer cuidados!
Pense no casamento como uma planta...


Se uma planta não é adequadamente adubada e regada o que acontece? Ela morre!
O casamento também precisa desse "adubo e rega" na medida certa.

Cada casal precisa saber qual o cuidado que sua "planta" precisa.

Qual o melhor adubo? De quanto em quanto tempo preciso regar e adubar? O tempo tá seco? A planta requer mais água. Adubo em excesso também prejudica. Tem plantas que gostam de sol, outras de sombra, outras de lugares com claridade, outras não.

Como com as plantas você precisa conhecer seu casamento. Você precisa saber o que seu cônjuge precisa para ser mais feliz!

Nos casamos não para SER feliz, mas para fazer o OUTRO feliz!


O marido precisa entender que a mulher tem que ser conquistada todos os dias, a mulher precisa dar amor, cuidar de seu marido com carinho.

Mas não se iluda, porque mesmo todo carinho e cuidado com o casamento não são o suficiente para evitar as brigas. Por que?
Porque todos nós temos um lado ruim, defeitos e tem dias que ficamos praticamente insuportáveis.
Nesses momentos de dificuldades o amor é provado, é na hora da luta que essa aliança (união sacramentada por Deus no altar) é testada.

O Senhor na Palavra nos compara a um jardim, olha que lindo esse versículo:
És um jardim fechado, minha irmã, minha esposa, uma nascente fechada, uma fonte selada (Cant 4,12)
Deus faz de nós um jardim fechado, uma fonte selada! Deus cuida de nós e nos dá capacidade de cuidar do outro.
Se a planta (que é o casamento) estiver bem adubada e regada, ela está mais forte para suportar as possíveis pragas.

Mas e as pragas? Tem plantas que são bem cultivadas e pegam pragas. E aí???

Nessa hora temos algo forte, que sustenta a raiz dessa planta, que é nosso Senhor!

O casal além da amizade, afinidade e disposição para cuidar um do outro precisa ter fé e temor à Deus!
O temor à Deus não é ter medo de Deus e sim detestar o pecado, é abominar o que Deus abomina!

O temor e a fé fazem com que as "pragas" que ameaçam o casamento sejam extintas.
Isso é colocar Deus como alicerce. Só tenho fé e temor se conheço o Senhor e ando com Ele.

Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a constroem. Se o Senhor não guardar a cidade, debalde vigiam as sentinelas. (salmo 126,1) 
É esse alicerce que se o casal não tem pode terminar em separação e divórcio. Quando coloco o Senhor como raiz da minha planta, ela pode até murchar, perder as flores, e folhas, mas na primeira poda ela revigora, porque a raiz é forte!!!
Quando a amizade, afinidade e cuidado falhar tenho Deus!!! Que renova minhas forças, me ensina e dirige para o lugar certo.
No casamento cristão Deus É a raiz da planta!

E então... vamos cuidar da nossa plantinha???!!!


 Paz e bem...

Curta nossa página: facebook.com/blogparaprincesas

6 comentários:

  1. Que lindo! ^^
    Se todos compreendessem isso não haveria tantas brigas e separações
    Deus abençoe sempre vocês, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade Ariane, os casais precisam mesmo entender isso! Vamos evangelizar né?
      Nossa missão é levar a verdade... acredito na mudança de mentalidade dos cristãos com relação ao divórcio e o primeiro passo é ter HORROR a ele, nós temos que detestar o divórcio e casar dentro da vontade de Deus. Que Deus nos guie! Bjs...

      Excluir
    2. Com certeza! Hoje em dia as pessoas já se casam pensando que se não der certo, separa, isso é muito triste =(
      Só quando todos conhecerem o plano de Deus, do namoro e casamento santos é que isso vai mudar! Vamos evangelizar!
      Beijos :)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...