domingo, 20 de janeiro de 2013

Em Deus posso ser feliz! (testemunho)



O Beto e eu nos conhecemos na escola, eu tinha dezesseis anos e ele dezessete. 
Um rapaz havia me magoado muito e o Beto se aproximou de mim para me consolar e ficava cantando músicas do Legião Urbana o tempo todo pra mim...rsrsrsrsr

Começamos então a ser amigos, saíamos juntos para conversar, ele, eu e um casal de amigos nossos que aliás eram nossos melhores amigos. Um dia o Beto parou na minha frente e eu o vi diferente, reluzente, notei os olhinhos verdes, o jeitinho alegre e cativante e o brinquinho de pedrinha na orelha esquerda. Ali naquela hora me apaixonei!


Um belo dia saímos para conversar e o primeiro beijo aconteceu. Foi mágico.....jamais me esquecerei daquele dia! A partir daquele momento começamos a namorar. 


Infelizmente nem tudo ou quase nada na vida são flores e haviam falsos amigos que iniciaram uma campanha contra o Beto. Um deles era muito "amigo" dele e era o pior! Vivia me dizendo que o Beto não era namorado para mim e que ele sim me faria feliz. Chegou a dizer que eu era traída e tudo o mais....


Meu pai era alcoólatra ( digo era por que já faleceu) e quando o Beto chegava na minha casa ele o maltratava tanto, que aos poucos ele foi desistindo de mim. Chegamos a terminar por conta disso. 

Voltamos, mas éramos muito imaturos e com tantos empecilhos e principalmente mentiras da parte desse nosso "amigo" acabamos por terminar.

O Beto foi meu primeiro namorado e homem, e isso era muito importante para mim. Meu pai me mataria um dia se descobrisse que eu não era mais virgem e foi exatamente isso que aconteceu! 

Nessa mesma época descobri que ele mantinha um caso extra conjugal com uma amiga de trabalho. Com tudo isso acontecendo meu pai ficou enlouquecido e passou a beber todos os dias e agredia fisicamente e verbalmente minha mãe e eu.

Foi um baque muito grande para mim, ser desprezada pelo rapaz que amava e descobrir que meu pai traía a minha mãe e como se não bastasse a minha melhor amiga me virou as costas nessa hora tão difícil por causa de seu namorado. 


Minha vida havia se tornado um verdadeiro martírio. Minha mãe ia à igreja mas eu não queria, estava revoltada com Deus e com os homens. Como se isso fosse resolver meus problemas.....


Fiquei sozinha, sem apoio nenhum e encontrei consolo na companhia de uma turma que vestia roupas pretas e viviam enforcando aula.

Em um ano vivi tudo o que algumas pessoas levam a vida inteira para viver. Passei a fumar, a beber e usar drogas com aqueles amigos novos.

Fui mãe solteira um tempo depois. O Beto e eu nos encontramos por acaso algumas vezes e todas essas vezes quando íamos nos despedir acabávamos nos beijando, mas nós somos teimosos e nem sempre seguimos os rumos que Deus quer, tanto eu como o Beto conhecemos outras pessoas e chegamos a morar com elas. 


O mais engraçado é que houve uma época em que éramos vizinhos de bairro. Eu passava enfrente a casa dele mas Deus sabe o que faz e nunca nos deixou encontrar pois talvez soubesse que isso não seria bom!


Acabei deixando aquele relacionamento que tinha, porque tudo o que começa errado não tem como dar certo. Fiquei um bom tempo "sozinha". 


Me sentia um lixo imprestável e deixava que também me tratassem assim! O álcool e o cigarro jamais deixaram de fazer parte da minha vida e agora, solteira, me sentindo tão impura por ter vivido uma vida tão desregrada, vivia deprimida, só conhecia o pior das pessoas e a droga queria voltar a fazer parte da minha vida.


Me lembro como se fosse hoje que, num dia de Nossa Senhora Aparecida, já sem forças e desiludida com tudo, fiz uma oração simples mas, do fundo do coração. Talvez a primeira em anos! Disse a Deus que já não aguentava mais aquela vida e que queria ser feliz como tanta gente era!

Disse ao Senhor: Senhor, deixo aqui neste solo, nesta terra, tudo de ruim que vivi até hoje! Quando eu me levantar (pois estava sentada na grama), não quero levar mais nada do meu passado comigo. deixo aqui tudo de ruim que vivi!

Uma semana depois recebi uma ligação. Era a notícia de que o rapaz que me separou do Beto havia morrido. A menina que trabalhava comigo não tinha o endereço dele e me disse que apenas o Beto seu amigo sabia onde era.....


Eu assustei e disse: o quê? Beto? que Beto? e ligando os fatos descobri que era o meu Beto!

Liguei para ele e ele veio mais que depressa me buscar para me levar ao velório. Desde então não nos separamos mais.

Uma semana depois do velório ele foi na minha casa, estávamos conversando mas meu coração pedia para abraçá-lo, foi tão forte... do nada começamos a nos beijar e parecia que o tempo não tinha passado, que ainda éramos aqueles adolescentes apaixonados.


Conversando descobrimos que por muitas vezes esse rapaz que morreu nos impediu de nos encontrar ao longo destes anos. Ele trabalhava com o Beto e mantinha contato comigo. Todas às vezes que lhe perguntávamos um pelo outro ele respondia que não sabia de nada, que não nos via há muito tempo! Engraçado isso.......


Voltamos a namorar e um ano depois nos casamos. O Beto fez questão de pedir a minha mão aos meus pais! Imagina, eu mãe de dois filhos! me sentia tão indigna de tudo aquilo!

Nos casamos na Igreja. Eu não queria de jeito nenhum me casar de branco, mas ele disse que se eu entrasse com vestido de outra cor iria me deixar no altar. rsrsrsrsrsrsr

Meu pai me levou ao altar como eu sempre sonhei. Foi mágico!


Nos casamos e levamos para a nossa casa a cerveja e deixamos Jesus ali mesmo no altar. Não demorou muito e começamos a brigar constantemente. Gastávamos até o dinheiro da água e da luz para bancar os "amigos" que sempre enxiam a nossa casa.


Houve uma festa das muitas que bancamos, onde haviam pessoas dentro da minha casa que eu nem mesmo conhecia!!!!!!!

Certo dia, após uma briga terrível que tivemos decidimos fazer o ECC ( encontro de casais com Cristo). Sabíamos que se não tomássemos uma providência nossos casamento acabaria logo.

A partir deste encontro, começamos realmente a ser um, pois até então deixávamos que todo mundo se intrometesse na nossa vida. Não tínhamos uma vida a dois mas a seis, sete, oito!

Entendemos enfim a passagem que diz: "E o homem deixará pai e mãe  e se unirá a sua esposa e os dois serão uma só carne."

Começamos a viver mais um pelo outro e a servir no curso de noivos da nossa paróquia. Dali, fizemos vários encontros, retiros, jamais paramos ou nos acomodamos. A fé precisa ser alimentada senão morre!


Um ano depois que nos casamos meu pai faleceu mas antes de falecer chegou a dizer: Agora eu posso morrer tranquilo pois minha filha encontrou uma boa pessoa......


Hoje cantamos na missa, servimos no seminário de vida e grupos de oração. Nosso matrimônio é sólido e firmado na fé em Deus.


Fui criada em meio a brigas, alcoolismos, ciúmes, gritos e agressões verbais e físicas . Cresci me sentindo desmerecedora da felicidade até entender o quanto Deus ama a cada um com um amor inexplicável e infinitamente grande!


Nós mulheres precisamos ter pulso firme e nos valorizar, saber que somos sagradas, exatamente por sermos mulheres e se alguém não nos trata com o respeito que merecemos essa pessoas não nos merece. 


Em Deus, nossos maridos podem se tornar verdadeiros príncipes!!!!!!!!


Me casei com um homem bom, porém era inconsequente, imaturo e bebia muito! Hoje nós dois não bebemos, não fumamos e isso é devido à força que vem de Deus para vencermos nossos vícios e as más tendências!


 O que eu gostaria que toda mulher soubesse é que: Em Deus eu posso sim ser feliz e eu mereço, por que sou filha muito amada de Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Testemunho da princesa:

Andréa Mello

(Obrigada Andréa por partilhar conosco um pouco de sua vitória em Deus)



4 comentários:

  1. Nossa..... que estoria.... dá um livro a vida deles! Muito lindo mesmo o testemunho....

    ResponderExcluir
  2. Quero partilhar que esse testemunho me fez entender que quando Deus quer os caminhos se cruzam. Perdi o grande amora da minha vida com erros do passado arrependo dimais dimais. Mas vi que posso confiar porque Deus pode me fazer cruzar com ele e quem sabe como a andrea até nos casaremos né?

    ResponderExcluir
  3. meu Deus forte mesmo!!!!!! familia restaurada! lindo dimais

    ResponderExcluir
  4. parabéns pela coragem de testemunhar partilhar e com isso ajudar muita gente

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante pra nós! ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...