quinta-feira, 26 de julho de 2012

Recuperando a autoridade

Quero escrever pra você princesa mãe! O tema de hoje é urgente e muito valioso para nossas famílias. 
Quem não quer ver seu filho crescer e ser um adulto responsável, honesto, íntegro, temente a Deus?! Creio que esse é o sonho de todas as mães não é?!

Mas filho não vem com manual de instruções e como mães erramos muito, e é normal, pois somos humanas. O que não podemos fazer é deixar de lutar, desistir de nossos filhos nem pensar!!!

É assustador ver alguns adolescentes e jovens hoje, estão totalmente sem limites... vivendo uma sexualidade errada, nas bebedeiras, nas drogas, na prostituição, homossexualismo, depressão, etc...
Quando começo a reparar esse mundo... sinto até tristeza.

Não quero isso para meus filhos, e pensando nisso, busco me formar como mãe e mulher de Deus que sou. Estava lendo um livro do Padre Léo, e ele ensina que se quisermos filhos delinquentes basta nunca dizer "NÃO".
Então isso me fez pensar, porque aqui em casa percebo meus filhos me testando, para ver até onde vou com o "não", e vejo isso acontecendo com outras mães. 
Todas as vezes que seu não vira sim, é um pouco de autoridade que você perde, e com a autoridade, o respeito de seus filhos. 


Filho que não obedece os pais nunca obedeceram a Deus!

Tem mãe de adolescentes e jovens que são mulheres de Deus, mas permitem que os filhos tragam para casa seus namorados(as), porque não sabem dizer "NÃO"!!!
A mãe então se torna conivente com o pecado do filho, por simples medo de impor limites.

Tem mãe que sabe que seu filho vai para festas, lugares impróprios e permite, por não saber dizer: "NÃO"!

Tem mãe que vê seu filho em más companhias, sabe que ele bebe, fuma e simplesmente se cala por não saber como colocar limites!

A falta de limite é o mal dessa geração!!!

É hora de nós mães recuperarmos nossa autoridade, assumir nossa função, somos mães não "amiguinhas", o filho tem que respeitar os pais, não importa que idade tenha!
Isso não é garantia para que nossos filhos sejam pessoas de bem, porque podem ser corrompidos no meio do caminho, mas é nosso dever como mãe, lutar até o fim!

Já ouvi assim: 
"Ahhh eu deixo meu filho dormir aqui com a namorada, porque se não for aqui vai ser no motel!"

"Meu filho bebe, mas só um pouquinho, aqui em casa mesmo!"

"É melhor deixar minha filha de doze anos namorar, senão ela namora escondido!"

É duro mas é a realidade, e o pior... tem mães cristãs pensando e agindo assim! :(

Não falo para que você seja aquela mãe radical, que nada deixa, nada pode, não é isso. É muito difícil aguentar uma mãe assim, o radicalismo em excesso cria rótulos ou gera dúvidas. No equilíbrio está a graça!

O que não podemos é deixar de ocupar nosso papel: de mãe e dona da casa!

Peça ao Senhor a graça de ter a coragem de recuperar sua autoridade, de impor os limites que seus filhos precisam com equilíbrio e sabedoria!
Não adianta buscarmos santidade enquanto somos cúmplices dos pecados de nossos filhos.
Chame seus filhos, converse, fale sobre as mudanças, com a autoridade que Deus te deu quando te fez mãe!
Jesus não exige que você seja uma super mãe, super esposa, o que Ele quer é que você seja mãe e esposa com suas limitações e defeitos, mas que cada dia possa buscar a força de Deus! (Padre Léo)
O Padre Léo fez uma pregação com base nesse livro que eu li, chama-se "No limite está a salvação de vossos filhos!" Para assistir clique aqui

A paz de Jesus...


 Obs.: falei em especial para princesas mas a missão de educar é dos pais, portanto, chame seu marido para assistir a pregação com você, e caminhem juntos!



sábado, 21 de julho de 2012

Até onde posso ir no namoro???

Oi princesas,

Quero hoje escrever mais um artigo para o "especial namoro", recebemos muitas duvidas sobre namoro e sobre o "esperar" em Deus. E essa era uma duvida minha quando namorava:

Até onde ir nos carinhos? Quando o carinho vira caricias? Até onde posso ir sem pecar?
Estava eu com todas essas duvidas em meu primeiro namoro, com 17 para 18 anos. 
Um dia saí da escola decida a solucionar essa duvida e fui até uma Igreja. Eu sabia que lá tinha um padre que ficava sempre à disposição para atender os leigos, com muita vergonha lá estava eu.
O padre gentilmente me atendeu, disse pra ele que não era confissão, que apenas tinha duvidas com relação ao meu namoro, e queria ajuda. Fui bem sincera e clara nas questões.
Perguntei:
Sobre beijos na boca, no pescoço, nuca
Mãozinhas "bobas" nos peitos, bumbum, coxas
Abraços apertados demais

Queria viver a castidade, sabia que sexo só depois do casamento, mas não sabia até onde ir. Até porque entre o carinho e carícia existe um espaço quase imperceptível. E é tão gostoso dar e receber carinhos né? Melhor ainda é poder fazê-lo sem desagradar o Senhor! 

O padre muito atencioso me respondeu que na Palavra de Deus vemos muito sobre o pecado que é a impureza, e temos que ter em mente que a porta do céu é estreita, e que não é fácil não. 
Ele me mostrou várias passagens bíblicas sobre o pecado carnal, fornicação, orgia e impurezas (muitas já deixei aqui). 
Mas a que ficou em meu coração foi essa:
Comportemo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes. Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais aos apetites. (Romanos 13, 13-14)

Depois de ler pra mim, o padre me questionou assim:
Que tipo de carinho você faria em seu namorado perto de seus pais, ou em pleno dia no meio da praça?
É isso que nos fala a Palavra de Deus, no namoro você tem que se comportar como em pleno dia! O que você faz perto da sua mãe, é aquilo que vocês podem fazer quando estão sozinhos.
Simples assim!
A porta é realmente estreita!!!

Aff...  :( foi um balde de água fria, ou melhor, gelada!
Eu pensava que alguma coisinha a mais eu poderia! hahahaha....

Depois de muito conversar fui pra casa com todas aquelas passagens bíblicas anotadas, e pedi ao Senhor para me ajudar, consolar, e entender melhor Sua vontade!
Deus nunca falha irmãs!!!
E realmente comecei a entender tudo aquilo que falo pra vocês...

  • Se algo é pecado, não é porque Deus é mal, é porque nos destrói!
  • Castidade não é só a abstinência sexual, é pureza!
  • O melhor do namoro é conhecer o outro, conversar e respeitar
  • O carinho não pode ser motivo de queda.
  • Fugir das ocasiões de pecado é o segredo para um namoro cristão

Em minha casa jamais podemos levar namorados pro quarto, nem nada dessas intimidades. Para glória de Deus meus pais mantém esse respeito e autoridade, que falta em muitas famílias. 
Se na sua casa não é assim mostre com sua vida o que é repeito e castidade!

A vitória é sua! Faça do seu namoro um alicerce firme sobre a rocha, para que seu casamento desfrute dessas bençãos!!!
Comece hoje a viver a verdade da Palavra em seu namoro! 
Vale a pena esperar!!!

Força e coragem!









quinta-feira, 19 de julho de 2012

Tirando dúvidas: Quando posso começar a namorar? Tem uma idade certa?

Muito boa essa pergunta...


E para respondê-la quero mostrar o que Deus diz em sua Palavra.
O que é mais lindo é que este versículo se repete por três vezes em CÂNTICO DOS CÂNTICOS:
"Conjuro-vos, filhas de Jerusalém, não desperteis o amor, antes que ele o queria."
Nos capítulos: 2,7 /  3,5 e 8,4


Não desperteis o amor antes da hora, é o que nos mostra a Palavra.
Posso começar a namorar quando sou madura o suficiente para casar, pois o namoro é para isso. Namoro é tempo de conhecer para se casar. 


E qual é a idade certa?
Não posso dizer aqui, 20, 18, 17, 25, 30... cada um tem seu tempo.
As vezes você começa a namorar com 25 anos mas não tem maturidade para se casar. Enquanto tem meninas que com 18 já tem essa maturidade.


O que não podemos irmãs, é despertar o amor antes do tempo. 
Se você está na adolescência viva esta fase sem pular as etapas. Nesse tempo, dos 13 até os 17 mais ou menos, é tempo de que??? Fazer amizades, passear, conhecer pessoas, conhecer o Senhor, participar de grupo de jovens, de retiros, estudar, paquerar. Se você tem 13, 14, 15 anos viva isso! 
Não deixe que o mundo, os programas de televisão como "malhação" te digam o contrário.


Como é triste ver meninas novas, que nem tem seu corpo formado ainda já andando de mãozinhas dadas, ou prensadas em muros por aí com seu namoradinho. 
Uma menina dessa tem condições de assumir um casamento? 
Tem condições de assumir uma casa? Filhos?
Então, pra que namorar???


Vale a pena refletir isso...


E como eu sempre digo: o segredo para saber como agir está no discernimento, que você vai ter quando tiver intimidade com Deus. Se dedique as coisas de Deus e colha os frutos!!!


Amém?!


Paz e bem...


Obs.: eu vi os comentários pedindo mais videos, estou sem câmera no momento, mas vamos ter mais. Aguardem...





quinta-feira, 12 de julho de 2012

Tirando duvidas: será que é ele minha benção?

Recebi uma pergunta por e-mail de uma princesa, e quando respondi ela me deu a ideia de colocar aqui para esclarecer a duvida de outras meninas que também passam por essa situação. Achei ótima a ideia, mas é claro que só publicarei aquilo que for autorizado pela pessoa que perguntou tá?
Aí vai...


ESTOU NAMORANDO, COMO FAÇO PARA SABER SE É ELE MINHA BENÇÃO???


R: O primeiro conselho que dou é ter intimidade com Deus, aquele que é intimo de Deus é guiado pelo Espírito Santo que não te deixará entrar numa fria!
Agora você já está namorando... então, existem coisas práticas que devemos nos perguntar:
1º Você gosta dele? 
2º As qualidades dele são aquelas que você pediu ao Senhor? 
3º Você suporta os defeitos dele?
4º Ele tem os mesmos propósitos que você?
5º Ele é bem aceito por seus pais?
6º Vocês são antes de tudo amigos?


Se todas as respostas forem sim, tá no caminho certo. 
Mas tem algo MUITO importante... 
Se não viverem um namoro santo, ou seja, se há sexo no namoro, não há como ter sobriedade para responder essas questões porque o sexo une almas, e muitas moças sofrem com o namoro mas não conseguem terminar pois estão defraudadas pelo namoro errado.


Nós mulheres de Deus as vezes temos a mania de espiritualizar tudo, esperando sinais concretos de Deus para nossas dúvidas. 
Mas Deus é simples, nos deu inteligência, fala conosco de maneira simples. O discernimento é fundamental em tudo na nossa vida.
"Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta:que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus." ( Efésios 5,15-17)


Amém?!


Não temos todas as respostas, nossa intenção é ajudar de alguma forma, à luz da Palavra de Deus. Como disse, a intimidade com Deus te trará discernimento!


A paz de Jesus...
:)

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Rute, um exemplo para nós!

Demoramos né princesas?!
Eu, o Frank e a Louise estamos vivendo na expectativa de uma benção que virá e essa espera nos fez sumir um pouco... perdoe-nos!
Em breve contaremos pra vocês!!! Eu creio!
Mas valeu a pena a demora, pois hoje vou contar um pouco da história dessa mulher da Bíblia...RUTE, e tenho certeza que irá te ajudar a ser uma mulher melhor!


Noêmi sogra de Rute, perdeu seu marido e seus dois filhos. Rute era casada há mais ou menos dez anos quando seu marido morreu, ela morava com sua sogra Noêmi que resolveu partir da região de Moab com suas duas noras.
Naquele tempo a pior desgraça para uma mulher era ficar viúva, pois muitas vezes elas não tinham nem como se sustentar.

Chegando em Judá, Noêmi mandou que suas noras voltassem para casa de seus pais. Mas Rute não obedeceu, tinha muito amor por sua sogra e sabia das dificuldades que ela ia enfrentar, sendo uma mulher viúva e de idade avançada.
Rute chega em Belém com sua sogra enfrentando todo o sofrimento e disposta a recomeçar, mesmo em uma situação aparentemente impossível de ser superada.

A primeira coisa que ela faz é procurar um trabalho, vai para o campo trabalhar para poder comer e levar para sua sogra. Ela enfrenta não só o trabalho duro da roça, mas também os riscos de ser molestada e violentada, em um tempo que mulher era vista como um objeto, uma propriedade de seu marido. Ela não tendo marido estava à mercê de qualquer homem de má intenção.

Rute trabalhava nas terras de Booz que era parente de seu marido falecido, e um homem muito bom, que permitiu que ela trabalhasse ali. Proibiu qualquer um de fazer mal a ela. A atitude de amor dela com a sogra tinha tocado o coração de Booz. Ela comia lá, guardava um pouco de comida, e levava para sua sogra quando voltava pra casa.
E assim ficou até o fim dos trabalhos nos campos de trigo.

Noêmi aconselhou sua nora, dizendo que ela precisava de segurança e felicidade, e que Booz era um bom homem e teria direito sobre ela (naquele tempo a mulher era como propriedade, tendo o marido morrido, o parente mais próximo tinha direito de tomá-la como esposa).

Rute então atendendo aos conselhos de sua sogra vai ao encontro de Booz, ele a recebe com muito amor e respeito dizendo: "Deus te abençoe! Agora, minha filha, não temas; tudo o que disseres eu te farei, porque todos em Belém sabem que és uma mulher virtuosa!" 

Booz então não sossegou enquanto não resolveu todos os problemas que impediam o casamento. Rute então se tornou sua esposa.
O Senhor concedeu-lhe a graça de conceber e dar à luz a um filho, que deram nome de Obed (que significa servo).

As mulheres da cidade diziam a Noêmi: "Sua nora Rute é para ti mais preciosa do que sete filhos! Bendito seja Deus!"
Rute então pode viver a segurança e a felicidade que sua sogra tanto quis pra ela.
Rute e Booz são bisavós de Davi!

Que possamos aprender com essa mulher de Deus que tanto sofreu, mas soube recomeçar sem preguiça ou temor, confiando em Deus e amando ao próximo.

Obs.: Essa história está na Bíblia no livro de RUTE, vale a pena ler.


A paz...






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...